quinta-feira, 23 de abril de 2015

Biblioteca Digital do IPB em 2º Lugar a Nível Mundial nas Políticas de Acesso Aberto no ROARMAP

O relatório publicado pelo projeto PASTEUR 4OA, coloca o Instituto Politécnico de Bragança e consequentemente a Biblioteca Digital do IPB, em 2º lugar a nível mundial - sendo assim a primeira instituição portuguesa a aparecer neste estudo - em termos de taxa de depósito. Neste top aparece a Universidade do Minho em 4º lugar.

"Na análise da eficácia das políticas foram realizados alguns exercícios. Um deles foi medir a taxa de depósito dos artigos dos repositórios com políticas obrigatórias e não obrigatórias e compará-la com o número total de artigos publicados dessas instituições. Verificou-se que mais de três quartos dos artigos publicados não estão depositados e destes, 8% têm apenas os metadados, 3% estão em acesso restrito e 12% em acesso aberto.
Um dos aspetos mais relevantes do estudo foi a análise (através de análise de regressão) da correlação entre as características, ou critérios, das diferentes políticas institucionais e os resultados verificados ao nível da taxa de depósito e da latência do depósito (período entre a data de publicação e a data de depósito). Essa análise permite concluir que as políticas que produzem melhores resultados são as que determinam o depósito obrigatório sem exceções, mas permitindo exceções (por exemplo períodos de embargo) ao acesso aberto e que estabelecem  ligação entre o depósito nos repositórios e os processo de avaliação dos docentes e investigadores". In: http://openaccess.sdum.uminho.pt/?p=3792



O relatório completo está acessível aqui.

Sem comentários:

Publicar um comentário